Quando falo do sistema, não me refiro ao de produção (capitalista), mas sim o zeitgeist, o espírito da época em que vivemos. Não sei quanto a vocês, mas eu creio que vivemos numa sociedade decadente culturalmente.

São vários os motivos que evidenciam a nossa decadência, mas uma das mais fortes é uma que remonta a Grécia Antiga, ao mito de Narciso, um herói que ficou admirando sua beleza no espelho por tanto tempo que morreu. Daí o surgimento da palavra “narcisismo”, alguém que admira tanto a sua beleza, que acha feio o que não é espelho.

O tempo em que vivemos nos obriga a buscar a perfeição. Nos obriga a ter a necessidade narcisista de sermos amados e aceitos por todos. Seria realmente muito legal se isso ocorresse, não é? Acho que um pouco de narcisismo, pelo ao menos ao ponto de podermos olharmos no espelho sem lembrarmos do padrão de beleza que passa na TV, seria muito positivo.

Mas o que passa na TV e o que é propagado pela publicidade coloca como padrão de beleza algo inatingível para grande parte da sociedade. A mídia tem tanta influência, que dita a satisfação corporal e inclusive a dieta dos jovens. Vocês acham que é saudável tais padrões? Não é a toa que o número de distúrbios alimentares, de cirurgias plásticas e de academias cresce exponencialmente no século XXI.

O que nos é vendido é que a felicidade só viria quando atingirmos tal padrão. Nietzsche analisava que nada é mais seguro do que ser igual a todo mundo. É isso que buscamos: corresponder ao que está sendo mostrado pelos meios de comunicação de massa, para que possamos nos olhar no espelho e vermos aquilo que vimos no outdoor. Aí sim, podemos sorrir.

Sou da escola que pensa que a arte tem um papel social importantíssimo, e qual seria, refletindo na cultura que vivemos, a não ser denunciar as loucuras que estamos fazendo? Lembro que vi esse clipe do VNV Nation baseado na animação do Andy Huang há anos atrás, e ele ficou marcado profundamente. Sempre que penso sobre o tema, ele vêm a mente:

Veem o sorriso que vem no robô (nós) quando ela finalmente está parecida com o padrão? É isso que nos é vendido, e é isso que lota os consultórios de terapia. Por que não vivemos numa sociedade que aceita como padrão a diversidade? Quando foi a última vez que você viu que o que é retratado pelos meios de comunicação reflete o que realmente é a sociedade?

O mundo é apenas uma ilusão, tentando mudar você

– VNV Nation (veja a tradução completa da música)

Ao ligar a televisão, temos a impressão que vivemos num país europeu. Imagem por Arte Destrutiva.

Beleza é uma construção cultural. Isso é o básico de sociologia. Por exemplo: na pré-história é conhecido que as mulheres (por que sempre elas?) mais gordas eram mais desejadas. Não precisamos ir muito longe para ver que o que achamos belo apenas reflete o que nos disseram que é belo. Falo isso por que algumas pessoas realmente tem a ilusão que o que elas acham belo é por pura independência de pensamento. “Ahh, mas as pessoas glorificam a Angelina Jolie porque ela realmente é mais bonita”.

Padrão de beleza não muito tempo atrás. “Como você quer parecer no traje de banho? Assim, ou assim? ABAIXO: Magra? Milhares ganharam 10 quilos de uma forma fácil.

A pergunta do título não é retórica. Talvez meu estilo de escrita nesse texto tenha sido marcado de certezas, como se eu estivesse fora do contexto da sociedade. Ninguém está. Somos todos vítimas (e agentes) do espírito da época. A pergunta é honesta: até onde vamos para nos adequar? Como fazemos pra perceber que no próximo passo podemos tropeçar e nos despedaçar no chão?